O que são Soft skills e porque elas diferenciam um bom profissional

artigo sobre soft skills.

Soft skills são qualidades de um profissional que não dizem tanto sobre seu conhecimento técnico, mas sim sobre sua conduta e desenvolvimento pessoal.

Cada vez mais, as empresas estão percebendo o quanto o alinhamento de valores com colaboradores faz diferença nos resultados de forma geral. Por isso, a cultura organizacional vem sendo um fator decisivo na estratégia competitiva. 

Sendo assim, os candidatos passaram passam a ser avaliados não apenas pelos seus conhecimentos técnicos para ocupar a vaga, mas também pelas suas habilidades interpessoais, ou soft skills. 

Em outras palavras, soft skills são características referentes à forma que a pessoa se relaciona com os colegas, como trabalha sua inteligência emocional, sua capacidade de se adaptar, entre outros. 

Por isso que desenvolver soft skills é importante para os dois lados: elas são traços que não estão apenas na área profissional, mas impactam positivamente na vida pessoal. Já para a empresa, as equipes melhoram suas entregas, e seus colaboradores trabalham em maior harmonia. 

Para você entender como tudo isso acontece, vamos abordar:

Qual a diferença entre soft skills e hard skills?

Quando falamos sobre hard skills, estamos nos referindo aos conhecimentos técnicos do profissional. Nesse sentido, são habilidades facilmente identificáveis e comprováveis, como por exemplo:

  • Graduação e cursos;
  • Experiências de trabalho;
  • Conhecimento em x ferramentas;
  • Qualificações em línguas estrangeiras.

Por outro lado, quando falamos de soft skills, é necessário mais tato e atenção para observar, e autoconhecimento para refletir sobre suas próprias características. Esse é o caso de traços como organização, habilidade de se comunicar, perfil inovador, entre outros. Vamos aprofundar nisso nos próximos tópicos. 

Artigo relacionado: Employer branding: aumente o diferencial competitivo da sua empresa

Exemplos de soft skills

Existem muitas características pessoais que impactam diretamente no tipo de profissional que você é, e são esses traços que delineiam seus soft skills. 

Veja algumas habilidades interpessoais que você pode colocar em seu currículo pois são consideradas relevantes para as empresas:

  • Boa comunicação: saber se expressar de forma clara e eficiente, além de ouvir com atenção genuína;
  • Orientação para o resultado: ao entender seu propósito no workflow, realiza ações visando atingir seus objetivos e metas;
  • Pensamento crítico: saber tomar decisões e pensar de forma independente;
  • Atitude positiva: interagir de forma leve e amigável com seus colegas;
  • Trabalhar sobre pressão: contratempos acontecem, e é importante saber administrar o estresse, enquanto mantém o foco;
  • Ser colaborativo: é imprescindível saber trabalhar em equipe, porque trabalhar juntos gera melhores resultados;
  • Versatilidade: algumas vezes precisamos mudar, seja nossos processos, nossa rotina, etc. Saber se adaptar à cada situação é uma qualidade valiosa;
  • Liderança de equipe: no caso de gestores, é importante saber motivar e engajar seu time;
  • Criatividade: ao desenvolver a criatividade, a mente se torna inovadora e proativa. 
  • Inteligência emocional: saber lidar com estresse, situações adversas e resolver problemas.

A boa notícia, é que mesmo que essas características não sejam inerentes à sua personalidade, as soft skills podem ser desenvolvidas, e sempre podem ser aprimoradas.

Como desenvolver soft skills?

É muito comum nos preocuparmos com as nossas habilidades técnicas, e buscar aprimorar nosso conhecimento no que diz respeito à função. Por outro lado, podemos esquecer que, no âmbito profissional, também precisamos trabalhar e conviver com outras pessoas. 

Nesse sentido, as empresas acabam relatando dificuldades de encontrar profissionais qualificados no mercado, e isso não apenas com relação às suas hard skills.

Em alguns casos, falta engajamento no profissional, dificuldade de se ambientar e senso de responsabilidade. Por isso, precisamos identificar investir em desenvolvimento pessoal. Confira a seguir algumas dicas para te ajudar nesse processo.

Organização e gerenciamento de tarefas

Quando as tarefas estão organizadas, é muito mais fácil ter consciência das prioridades e evitar perdas de prazos, por exemplo. 

Para isso, existem várias formas para ajudar você se auto regular. Um exemplo muito utilizado é a Técnica pomodoro. 

Essa técnica, inspirada nos relógios em formato de tomate usados na cozinha, estipula que haja foco durante um período, seguido por uma pausa. Em geral, o foco dura 25 minutos, e a pausa 5. A cada 4 pomodoros (foco), há uma pausa longa, de 30 minutos. Mas você pode adaptar da forma que você acha melhor.

Além disso, existem ferramentas digitais com versões gratuitas que ajudam muito na hora de realizar a gestão de tarefas, prioridades e projetos. Algumas delas são:

Relacionamento interpessoal

Aqui, entram todas as questões relevantes para se ter uma boa convivência com seus colegas, de forma que acompanhe o workflow.

Leia também: Workflow: descubra como funciona

Saber se expressar claramente e sempre buscar ser compreendido por quem está ouvindo, é algo muito importante. Além disso, estar sempre aberto para o diálogo, que também significa ouvir e respeitar outras pessoas. 

Escrever corretamente também é recomendado, afinal, muitas vezes nos comunicamos através de e-mails ou aplicativos de mensagens instantâneas. 

Outro traço valorizado é o de pessoas colaborativas, que sabem trabalhar em equipe e construir juntos os resultados. Isso também significa ter empatia, e saber se colocar no lugar do outro antes de tomar atitudes. 

Saiba administrar o estresse

Trabalhar sobre pressão é algo que todo mundo irá passar em algum momento. Afinal, é inevitável enfrentarmos desafios em nosso dia a dia de trabalho.

Por isso, conseguir driblar o estresse é algo que ajuda muito na sua produtividade. É possível manter o foco em situações adversas, isso demanda reflexão, resiliência e autoconhecimento.

Administrar estresse também colabora na resolução de conflitos e problemas, seja em sua tarefa, ou no ambiente de trabalho. 

Invista no seu desenvolvimento pessoal

Muitas vezes, para desenvolver habilidades interpessoais é necessário sair da zona de conforto. Mesmo que seja um trabalho árduo, não há como evoluir sem viabilizar o processo. 

Por isso, participe de treinamentos, identifique pessoas que possuem características que você quer desenvolver e busque referências a partir delas.

Como identificar e incentivar soft skills dos colaboradores

A empresa também tem muito a ver com o desenvolvimento individual de seus colaboradores. E isso vai desde o recrutamento e seleção, até planos de carreira, por exemplo.

Por isso, vamos conversar a seguir sobre como trabalhar soft skills em sua empresa. 

Artigo recomendado: Como fazer um Recrutamento e seleção eficaz?

No recrutamento e seleção

Como dissemos lá em cima, soft skills podem e devem estar presentes no currículo, pois fazem toda a diferença em sua produtividade. 

Consequentemente, isso diferencia candidatos, uma vez que impacta no desempenho da função tanto quanto hard skills. 

Por isso, procure fazer questões como “fale sobre uma vez que precisou pedir ajuda no trabalho”, ou “de que forma você costuma organizar seus afazeres”, por exemplo.

Em quem já é de casa

Investir no capital humano da sua empresa é investir na qualidade de entrega, e maior taxa de metas alcançadas. Além disso, quando o colaborador é incentivado a se desenvolver, ele se sente valorizado pela empresa, e assim fica mais motivado e engajado também. 

Sendo assim, procure estabelecer algumas rotinas em sua equipe, como por exemplo:

  • Tenha uma rotina de feedbacks, pois isso mantém um diálogo aberto entre gestor e colaborador, e serve para falar sobre pontos de melhoria, e incentivar o que estiver indo bem;
  • Com uma boa comunicação com a equipe, conscientize-os sobre a importância das habilidades interpessoais na vida profissional e pessoal;
  • Aponte habilidades relacionadas a função que podem ser desenvolvidas;
  • Crie um Plano de Desenvolvimento Pessoal (PDI), para ajudar o colaborador a acompanhar as evoluções indicadas;
  • Se possível, utilize e-learning, palestras e workshops.

Pode interessar: Por que a rotina de feedback é importante na empresa?


Em resumo, a gente falou:

  • Soft skills são habilidades interpessoais que impactam diretamente no seu comportamento na equipe, além da qualidade de entrega de resultados. Já as hard skills dizem respeito a qualificações com graduação e conhecimento de línguas estrangeiras;
  • Alguns exemplos de soft skills são: boa comunicação, orientação para o resultado, pensamento crítico, atitude positiva, trabalhar sobre pressão, ser colaborativo, ter versatilidade, liderança de equipe, criatividade e inteligência emocional;
  • Para desenvolver soft skills você pode otimizar essas características: organização e gerenciamento de tarefas, relacionamento interpessoal, administração de estresse e investimento no desenvolvimento pessoal.
  • Para identificar habilidades interpessoais nos candidatos durante o recrutamento e seleção, faça perguntas como “me fale sobre uma vez que você precisou pedir ajuda no trabalho”;
  • Já para incentivar o desenvolvimento de soft skills em seus colaboradores, você deve ter uma rotina de feedbacks, conscientizar sobre a importância deles, criar um Plano de Desenvolvimento Pessoal (PDI), e se possível, realize workshops, palestras e utilize e-learning.

Como você trabalha suas soft skills? Conta pra gente 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Enter Captcha Here : *

Reload Image