4 desafios do controle de funcionários

As leis que protegem os funcionários em suas respectivas profissões estão sempre em aperfeiçoamento, buscando o melhor para o profissional. Dessa forma, é indispensável realizar corretamente o controle de funcionários, para não desobedecer nenhuma lei, evitando um processo trabalhista, que possui multas caríssimas para quem não cumpre o estabelecido.

Realizar o controle de funcionários é ainda mais difícil para as empresas que não possuem um departamento de recursos humanos e para os trabalhadores liberais que estão sempre cheio de trabalho.

Continue a leitura para descobrir 4 desafios do controle de funcionários e saiba como se sair bem!

Cálculo de pagamento

A importância do cálculo correto da folha de pagamento está na lei que obriga as empresas brasileiras a elaborar mensalmente, ou conforme o contrato estabelecido com o trabalhador, o seu relatório.

Na folha de pagamento, devem ser colocados os cálculos corretos dos descontos no salário (atrasos, faltas, vale transporte), as horas extras trabalhadas, o pagamento das férias e outros valores que interferem diretamente no valor final do salário.

Caso a empresa não possua um departamento responsável por essa tarefa ou se o profissional liberal for leigo nesse assunto, é aconselhável a contratação de um contador para a realização correta dos cálculos.

Controle de tarefas

Se seus funcionários não cumprem as tarefas delegadas, verifique se elas foram bem distribuídas, não sobrecarregando sua equipe.

Aos delegar tarefas, é importante saber se o colaborador possui o conhecimento necessário para realizar o que foi pedido e se suas orientações foram passadas corretamente. Muitos não percebem isso e acreditam ser incompetência dos funcionários, o que acarreta ações mal executadas e retrabalho, afetando o resultado da empresa.

Outro motivo muito conhecido, também, é a desmotivação. Para isso, procure conversar com seu funcionário e agir diante dos problemas apresentados.

Pontualidade no controle de funcionários

Utilizar um equipamento de controle de ponto é um meio muito eficaz para reduzir atrasos e melhorar a pontualidade de seus colaboradores. A partir do momento que os horários são computados e existe a documentação do atraso, o empregador poderá descontar no salário do funcionário. Com isso, os próprios empregados irão se monitorar para obedecer aos horários combinados para que seu salário não seja afetado no fim do mês.

Engajamento dos funcionários

Engajar funcionários para atingir resultados satisfatórios não é uma tarefa fácil, sendo necessário muito esforço do gestor para motivar o colaborador e desenvolver a equipe. Contudo, devido à grande demanda de atividades, o gestor não consegue acompanhar devidamente seus liderados e controlar suas atividades em tempo integral. Busque, então, conhecer as expectativas individuais e os pontos fortes de cada funcionário para estabelecer as metas. Quando o funcionário trabalha dentro do objetivo pessoal e são valorizados seus pontos fortes, ele tende a trabalhar melhor sem necessitar de tanto controle por parte do gestor.

Para contornar esses desafios, além das dicas acima fornecidas, é interessante investir em uma tecnologia capaz de realizar o controle de ponto, calcular a jornada de trabalho, as horas extras, o DSR, e outros cálculos referentes ao controle de funcionários e aos seus direitos, diminuindo o risco legal.

Conhece alguém com as mesmas dificuldades para o controle de funcionários? Então, compartilhe este artigo em suas redes sociais para passar essas informações a quem precisa!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Enter Captcha Here : *

Reload Image