Por: Vanessa Monticelli
fevereiro 22, 2017

5 dicas de gestão de pequenas empresas para iniciantes

Elaborar um planejamento estratégico, prospectar clientes, recolher contribuições. Administrar uma empresa pode ser tarefa desafiadora, especialmente para empreendedores iniciantes, que podem não estar totalmente a par das variações do mercado e não possuir métricas definidas para avaliar o sucesso do negócio.

Além de dedicação, a gestão de pequenas empresas exige e pode ser facilitada com a tomada de algumas atitudes específicas. Gostaria de saber quais? No post de hoje, apresentamos 5 dicas de gestão matadoras para garantir que o seu negócio seja mais lucrativo e duradouro. Acompanhe.

1 – Não tenha pressa ao contratar colaboradores

Os funcionários são responsáveis por manter a empresa em movimento, mediadores entre o cliente e os pequenos empreendimentos. Bons empregados precisam ter competência para desempenhar suas funções corretamente e garantir clientes satisfeitos.

Contratar pessoas que não estejam dispostas a representar a organização, seus valores e missão é contraproducente. Ao realizar o processo seletivo, tenha calma e avalie sem pressa se o perfil da pessoa condiz com o ideal que deseja perpetuar ao longo da existência da organização.

2 – Valide sua ideia de negócio

Uma empresa que não segue um bom planejamento estratégico já começa sem perspectivas de desenvolvimento. É claro que erros são comuns e, provavelmente, irão ocorrer em algum momento. Porém, eles devem ser contabilizados e analisados a fim de servir de estatística e aprendizado para o futuro.

Teste e valide o seu empreendimento assim que possível. Não tenha medo de mudar de direção, caso constate ser a melhor opção para alcançar um maior crescimento. Quanto antes você validar sua ideia, menores serão os prejuízos que você terá que suportar.

3 – Invista em estratégias de comunicação

Adotar estratégias personalizadas de comunicação é imperativo para qualquer negócio que se pretenda rentável, seja ele do porte que for. Para pequenas empresas, o melhor a fazer é apostar na criatividade, a fim de reduzir custos.

Desta forma, vale a pena investir nas redes sociais. Jamais produza conteúdo de forma aleatória, sempre avalie muito bem o tipo de material que vai divulgar. As redes sociais devem ser um canal de comunicação direto com seus clientes em potencial.

Avalie a possibilidade de fazer uma newsletter periódica informando novidades e promoções, já que é um método simples e barato de transmitir informações.

4 – Fuja do comum na gestão de pequenas empresas

Inovar é a palavra-chave. Seja criativo ao buscar novas maneiras de atingir clientes em potencial e, principalmente, fidelizá-los. É claro que não é preciso “reinventar a roda”, mas soluções diferentes com certeza são a melhor opção para que a empresa trilhe o caminho do sucesso desde o seu início.

Por exemplo, avalie se sua empresa pode oferecer algum tipo de cartão-fidelidade, recompensando o cliente que voltar a usar seus serviços. Promoções, eventos como feiras ou pequenos cursos dentro do espaço da empresa – ou promovidos por ela – podem ser interessantes também.

5 – Separe despesas pessoais e do negócio

Em hipótese alguma deixe que as finanças pessoais se confundam com as do seu negócio. Além de significar, em muitos casos, uma tributação maior e diminuição da margem de lucro, a prática faz com que você não consiga acompanhar a rentabilidade e a lucratividade do empreendimento de forma correta.

O ideal é que você fixe uma retirada mensal em relação aos rendimentos da empresa (o chamado pró-labore) e reinvista parte do valor na própria atividade, a fim de estimular o seu desenvolvimento.

E agora, compreendeu quais são as melhores práticas na gestão de pequenas empresas? Não fique com nenhuma dúvida, deixe seu comentário e compartilhe conosco a sua opinião!

Direitos trabalhistas: 4 riscos que o empregador pode evitar
Atestado médico: tire aqui suas principais dúvidas

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado / Campos obrigatórios não foram marcados*